Como fazer um planejamento estratégico?

Tempo estimado de leitura: 4 minutos.

O planejamento estratégico pode parecer um clichê do mundo corporativo, mas é uma ferramenta realmente importante para alcançar o sucesso do seu negócio.

Planejar é a essência da gestão, e para isso, você precisa de um método claro para identificar onde está e decidir aonde você quer que sua empresa chegue.

Se você tiver uma perspectiva de futuro bem definida desde o início, será muito mais fácil atingir os objetivos da sua empresa e conquistar o espaço dela no mercado.

Pensando nisso, elaboramos um passo a passo de como colocar o planejamento estratégico em prática, acompanhe com a gente!


O que é planejamento estratégico?


O planejamento estratégico é uma ferramenta de gestão utilizada para mapear o caminho da empresa para atingir os seus objetivos. Ele funciona como um roteiro que irá determinar onde a empresa está, aonde ela quer chegar e quais são as medidas necessárias a serem tomadas para atingir esses objetivos. Ou seja, é um processo contínuo de tomada de decisões empresariais, com base em conhecimentos mais profundos do seu negócio.

Planejar é essencial para obter sucesso desde o início do negócio. Com um bom plano, você consegue definir as metas, traçar as estratégias, antecipar problemas e monitorar o progresso da sua empresa em qualquer projeto e iniciativa, ajudando também a enxergar mais claramente o rumo do seu negócio.


Para que serve o planejamento estratégico?


O planejamento estratégico é essencial desde a criação da empresa, quando o plano de negócio começa a surgir. Despois que a ideia sai do papel e a empresa abre suas portas, a necessidade de ter um planejamento estratégico não some, pelo contrário, ela se torna cada vez mais importante no dia a dia do seu negócio.

Com um plano estratégico bem elaborado, você consegue atingir metas como:

  • Conquista de novos público-alvo;
  • Lançamento de novos produtos e serviços;
  • Posicionamento da marca na liderança de mercado;
  • Expansão do negócio para novos territórios;
  • Ampliação e diversificação dos canais de vendas;
  • Lidar com riscos e incertezas;
  • Utilização dos recursos de forma eficiente de acordo com as metas;
  • Aproveitamento das oportunidades;
  • Aumento de vendas e lucros;
  • Otimização da gestão financeira;
  • Estabelecimento de vantagens competitivas em relação aos concorrentes;
  • Atração e fidelização de clientes;
  • Melhoramento de imagens e reputação da empresa na mídia;
  • Evitar riscos de falência por má administração.

Todo objetivo pode ser alcançado por meio do planejamento estratégico, contanto que seja realista e que leve em consideração a realidade da empresa.

Pode-se notar que essa ferramenta pode ser usada em qualquer situação ao longo da trajetória da empresa. Como por exemplo, se o objetivo é abrir uma filial em cinco anos, é esse planejamento estratégico que vai estabelecer cada passo a ser dado até lá, ou se o objetivo é colocar as contas em dia, também é com o planejamento estratégico que deverá ser feito. Até mesmo se for fechar a empresa é necessário estar preparado e com as ações que vão ser tomadas á definidas.


Qual a importância de um bom planejamento estratégico?


Quando você executa seu planejamento estratégico alinhado à missão e valores da empresa, você cria bases para erguer um negócio de sucesso.

Se o planejamento estratégico for utilizado de forma correta desde o início, você conseguirá ver de longe o caminho para crescer e ter espaço no mercado, ao contrário de muitas empresas que não tem visão de futuro e apostam no lucro em curto prazo, muitas vezes tendo vida curta no mercado devido a isso.

As empresas que são bem planejadas já nascem com uma identidade própria e um grande diferencial competitivo, elas desenvolvem seus processos, produtos e serviços com base em seus propósitos originais.

No cenário atual que vivemos, de transformação digital, planejar é uma forma de reagir rapidamente às mudanças e também adotar uma postura proativa como empreendedor, o que torna a empresa soberana em relação ao seu próprio futuro, isso também vale para pequenos empreendedores que querem dar uma direção clara às suas empresas e conquistar seu lugar no mercado atual.


Como fazer o planejamento estratégico?


Planejar pode ser algo bem menos complicado do que você imagina, para isso, basta que você tenha uma boa disciplina e atenção. O planejamento estratégico deve seguir algumas etapas lógicas para ser bem concretizado e não acabar sendo esquecido.

Abaixo separamos 5 passos a serem seguidos, para auxiliar vocês na preparação do seu planejamento estratégico. Confira!


1 – Diagnóstico empresarial

Comece o planejamento estratégico pelo diagnóstico da situação atual da sua empresa. Essa etapa deve funcionar como um raio x completo do seu negócio, utilizando ferramentas para avaliar a sua posição financeira, desempenho de processos, satisfação de colaboradores, qualidade dos produtos e de serviços, além de muitos outros fatores.

Um método bastante utilizado para avalias as condições externas e internas de uma empresa é a Análise SWOT. Esse método faz total diferença no planejamento de qualquer corporação. Com ele, você consegue ter uma visão mais ampla sobre todas as fraquezas e forças de sua empresa, sendo possível identificar quais são os principais problemas e achar as soluções para que isso não aconteça novamente.

Para a criação da Análise SWOT você deverá analisar: forças, fraquezas, ameaças e oportunidades.

  • Strenghts (forças): deverá ser listado todos os pontos positivos e fortes da sua empresa e vantagens sobre a concorrência no momento, como percepção de valores superiores e eficiência operacional;
  • Weaknesses (fraquezas): deverá ser listado todos os projetos que não estão tendo resultado positivos e que precisem de mudanças, pontos fracos da empresa e vulnerabilidade, como o mau posicionamento da marca ou oscilação de faturamento;
  • Opportunities (oportunidades): deverá ser listado todas as ações que estão disponíveis no mercado que podem ser utilizadas a favor da sua empresa, eventos e situações que podem favorecer em uma projeção futura;
  • Threats (ameaças): deverá ser listado possíveis contratempos e ameaças que podem surgir, fatores externos que podem ter impacto negativo sobre o negócio em uma projeção futura, como um novo concorrente.

Na análise, deve ser incluído todos os fatores que podem influenciar o andamento do negócio, isso inclui desde as questões macroeconômicas como a variação das inflações e juros, até mesmo fatores internos como a satisfação dos colaboradores e o clima organizacional, ou seja, se algo impactar a sua atividade, direta ou indiretamente, coloque-a na balança.


2 – Trace objetivos

Agora que você já tem a situação da empresa totalmente mapeada e os seus postos-chaves na mesa, é a hora da definição dos objetivos a serem atingidos.

Para facilitar, é ideal que esses objetivos sejam divididos em metas realizáveis por período, pois, apesar do planejamento estratégico ser pensando em longo prazo, é necessário levar em consideração o médio e o curto prazo para a realização dos objetivos que exigem mais tempo.

É importante que as metas sejam consideradas em relação ao tempo em que podem levar para serem realizadas e  valor que irá ser gasto caso necessário, ou seja, que sejam viáveis acima de tudo.


3 – Criação de estratégias e ações

É normal, para quem não está habituado a elaborar um planejamento estratégico, acabar confundindo ação com estratégia.

Enquanto a primeira é em relação a medidas práticas para a realização das metas, a segunda é a definição da forma como devem ser alcançadas.

Como por exemplo:

  • Objetivo/meta: aumentar o Market Share em 10% nos próximos 3 meses;
  • Estratégia: lançar dois novos produtos que a concorrência não possuí;
  • Ações: contratar novos profissionais para o desenvolvimento de produtos.

São vários pontos que necessitam serem bem definidos, e toda a equipe deve se envolver no processo.

Imagem: Exemplo de Análise SWOT.

4 – Preparação de cronograma

Depois de listar seus objetivos, metas, estratégias e ações, agora só necessita organizar isso em um cronograma e deixar claro qual é a função de cada colaborador.

Esse passo é bem importante para garantir que o plano seja colocado em prática da forma que foi pensado.

O cronograma deve conter as metas e ações planejadas e seus respectivos responsáveis, prazos de execução, indicadores de desempenho, recursos necessários e outros tipos de informações que serão relevantes para a equipe.


5 – Coloque o plano em prática

Coloque em prática o plano de ação e acompanhe de perto os resultados. Nessa hora, a tecnologia é uma das melhores aliadas para obter os dados necessários para a análise de todas as métricas.


Para facilitar a sua vida e da sua empresa, nós da Rentatec possuímos o X-ERP, um Sistema de Gestão ERP 100% online que disponibiliza diversos módulos para ajudar no seu planejamento estratégico. Você quer saber outros benefícios do nosso X-ERP? Entre e contato com um de nossos especialistas para entender mais dos benefícios que o nosso sistema pode oferecer a sua empresa, vamos adorar fazer uma demonstração do X-ERP para vocês!

X-ERP a escolha inteligente!